Remediação de Moldes – Encarregando-se da Remoção de Moldes

Pessoas de todo o mundo sonham em morar ou visitar Nova York. Mas mesmo as luzes encantadoras da Broadway, a vegetação no Central Park e os vendedores de cachorro-quente nas ruas podem perder seu charme diante de um pesadelo comum em Nova York: o mofo. Os invernos com neve e os verões quentes e úmidos de Nova York fornecem as condições ideais de crescimento para o mofo.

O papel ecológico do mofo é decompor e reciclar nutrientes básicos de volta à terra. Ele cresce através da produção de esporos, e tudo o que precisa para prosperar é água em qualquer forma ou forma. O mofo é um mestre da sobrevivência, pois seus esporos são pequenos, leves e capazes de sobreviver por muito tempo em qualquer condição.

Apesar de seu importante papel ecológico, o mofo apresenta várias ameaças aos seres humanos. À medida que desmonta qualquer material que encontra, o mofo pode representar uma ameaça à integridade estrutural de um edifício. Além disso, alguns moldes são tóxicos. Muitas doenças e alergias em humanos são causadas por fungos em prédios antigos, como os encontrados em Nova York. Alguns moldes, como o mofo preto, podem ser fatais.

Se a invasão de mofo for mínima, um proprietário de uma casa ou empresa de NY geralmente pode cuidar disso. O especialista em remediação de moldes precisará ser chamado para ajudar em problemas de molde mais extensos. Controlar o mofo envolve controlar a quantidade de umidade na área. Isso pode incluir consertar vazamentos, remover água parada, instalar um sistema de calha adequado, consertar alvenaria rachada e telhas separadas e reparar vedações em torno de portas e janelas. A comida favorita do mofo é o papel molhado, e é por isso que as casas mais novas com mais isolamento são mais suscetíveis a problemas de mofo.

Uma empresa profissional de restauração de moldes pode avaliar habilmente os danos que o molde pode ter causado e quais áreas são vulneráveis ​​a danos adicionais. Eles também têm equipamentos para analisar os níveis de mofo para ver se é seguro para as pessoas estarem no prédio. Os profissionais também sabem como evitar outros riscos ambientais internos, como amianto e chumbo, para que o processo de remediação não cause doenças desnecessárias.

A remediação de mofo requer um arsenal de ferramentas para remover a água e desinfetar áreas mofadas:

– Um aspirador de líquidos é projetado para remover a água de pisos, carpetes e outras superfícies duras.

– Um lenço umedecido, uma toalha com água e talvez detergente, é usado para remover mofo de materiais não porosos.

– Os aspiradores HEPA são usados ​​como uma das ferramentas de limpeza final depois que os materiais estão completamente secos. O aspirador HEPA recolherá qualquer poeira contaminada que tenha caído fora da área remediada.

Essas ferramentas permitem a desinfecção adequada, o que é crucial, pois o mofo pode ser alergênico ou tóxico mesmo quando está morto. Materiais mofados requerem descarte cuidadoso. O conteúdo do aspirador e quaisquer itens danificados pelo mofo devem ser embalados em sacos duplos, selados e descartados. Itens grandes que não cabem em sacos plásticos devem ser cobertos com folhas de polietileno, selados com fita adesiva e depois descartados com outros resíduos de construção. Após a limpeza, pode ser necessário instalar um sistema de desumidificação no prédio para ajudar a evitar o crescimento de mofo no futuro.

Em áreas tão úmidas como Staten Island e Long Island, o controle da umidade é a chave para a prevenção do mofo. Tomar as medidas necessárias para evitar danos causados ​​pelo mofo economizará tempo e dinheiro a longo prazo. No entanto, se já for tarde demais, chamar um especialista em remediação de moldes para garantir que o molde seja eliminado adequadamente é o passo mais seguro.

~ Flora Richards-Gustafson, 2009

Deixe um comentário