Fatos sobre a poluição do oceano

A poluição do oceano colocou em perigo muitas espécies marinhas, incluindo plantas e animais, e está causando danos alarmantes também à vida marinha existente. Esse tipo de poluição é causado pelo despejo de materiais tóxicos formados por resíduos industriais. Se medidas sérias não forem tomadas, mais e mais espécies serão eliminadas da existência no futuro próximo.

Cerca de 80% da poluição é causada por atividades humanas indesejáveis. A deposição de minério e derramamento de óleo cru pelos navios de transporte são bastante perigosos para as espécies vivas que sobrevivem nos oceanos. As águas residuais dos navios de cruzeiro causam 20% da poluição. Lixo de plástico, poluentes flutuantes e destroços de navios já estão se transformando em depósitos de lixo sob esses vastos corpos d’água e podem causar enormes obstruções subaquáticas.

Os peixes são as espécies marinhas mais afetadas devido à poluição dos oceanos. Além disso, o número de peixes diminui ainda mais devido às atividades pesqueiras. Uma vez que são a principal fonte de alimento para outros animais marinhos e pássaros, o esgotamento dos peixes pode ser perigoso para a cadeia alimentar marinha no futuro. Por exemplo, gaivotas e pelicanos teriam dificuldade em sobreviver se o número de peixes nos oceanos diminuísse. Vários animais selvagens marinhos, como leões-marinhos e lontras marinhas, morreram devido aos altos níveis de poluição do oceano.

A poluição dos oceanos também afeta indiretamente os humanos, já que muitas pessoas que vivem ao longo da costa dependem de alimentos do mar para sua sobrevivência e subsistência. Conseqüentemente, o esgotamento das espécies marinhas resultaria na escassez de frutos do mar. Além disso, se os humanos consumirem peixes que vivem em águas poluídas, isso pode causar sérios danos ao corpo e resultar em vários problemas de saúde.

Deixe um comentário